Em nota, Leda Borges se solidariza com servidores do Estado

Enquanto o governador do Estado, Ronaldo Caiado (DEM), usa o discurso de que o governo anterior deixou os cofres públicos zerados e que por isso não tem uma data certa para quitar o salário referente ao mês de dezembro dos servidores públicos, a deputada estadual Leda Borges (PSDB) tem adotado uma linha crítica quanto a este discurso. Esta semana, em entrevista ao Portal G1, o governador mencionou diversas dificuldades. Leda Borges, por outro lado, vem usando um discurso firme e até convincente quanto a esta questão.

Além da deputada estadual, outros deputados também vêm tecendo sérias críticas ao governador recém-empossado. Eles consideram o discurso de Caiado como sendo oportunista e recheado de inverdades. Assim que os problemas fiscais do Estado foram considerados abaixo do que é exigido pelo Regime de Recuperação Fiscal, através dos auditores do Tesouro Nacional, a deputada emitiu uma nota. “É sinal de que a terra devastada (o estado de Goiás), dita pelo novo governo, na tentativa de desconstruir o governo anterior para os goianos, não está tão arrasada assim”. Leda Borges lembrou que é direito de cada servidor receber o seu pagamento rigorosamente em dia.

NOTA OFICIAL  “A respeito da situação de atraso no pagamento do mês de dezembro dos servidores públicos estaduais, reafirmo meu compromisso de atuação na Assembleia Legislativa de Goiás em defesa dos trabalhadores. Não há servidores de um governador ou governo. Há pessoas que servem ao Estado, independentemente de partido político. O servidor tem o direito de receber pelo trabalho já efetuado. É preciso ter respeito e compromisso com o funcionalismo público, que é responsável direto por uma boa administração. São estes profissionais que garantem serviços eficazes e de qualidade ao Estado e à população. Continuaremos atentos e atuantes em busca de soluções para este problema e pelo devido reconhecimento que o funcionalismo público merece”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *